Pela 10.ª vez, Portugal contribui para a logística científica na Antártida fretando um avião que transportará cientistas e técnicos entre Punta Arenas no Chile e o aérodromo Teniente Rodolfo Marsh Martin situado na ilha de Rei Jorge, na Antártida. O voo decorre no dia 20 de janeiro de 2022 e será a âncora da Campanha Antártica Portuguesa 2021-22 que decorrerá até ao início do mês de Março, com o apoio de vários programas antárticos parceiros. O voo de ida e volta no mesmo dia transportará 6 investigadores integrados em projetos apoiados pelo Programa Polar Português (PROPOLAR), e 80 investigadores dos programas búlgaro, chileno, coreano e espanhol. Este é o contributo português para a logística internacional que apoia as atividades científicas na Antártida durante o Verão austral, a época do ano mais ativa no chamado continente branco.

A campanha antártica portuguesa 2021-22 integra sete projetos de investigação, com um total de 13 cientistas no terreno (um belga, um chileno, um canadiano, um espanhol, um iraniano e oito portugueses), que trabalharão nas ilhas de Rei Jorge, Deceção, Livingston (Arquipélago das Shetlands do Sul), na zona de Marguerite Bay (Península Antártica), e nas áreas marinhas ao largo das ilhas Geórgia do Sul e ilhas Sandwich do Sul. Estes projetos desenvolvem-se nas áreas das ciências atmosféricas, biológicas, da criosfera, e do ambiente e da Terra relacionando-se com os impactos das alterações climáticas na Antártida. Os projetos apoiados são coordenados por cientistas de cinco centros de investigação públicos.

Segue-se informação sobre os sete projetos antárticos:

ANTERMON – ANTarctic Electrical Resistivity Monitoring Network. Coordenador: Mohammad Farzamian, (Instituto Geofísico do Infante Dom Luís, Universidade de Lisboa). Local de trabalho: Ilha de Livingston.

APMAR – Antarctic Peninsula precipitation and surface Mass balance: what is the role of Atmospheric Rivers? Coordenador: Irina V. Gorodetskaya (CESAM, Universidade de Aveiro). Local de trabalho: Ilha de Rei Jorge.

FISHFAN – FISHeries and Food webs in the ANtarctic Ocean. Coordenador: José Carlos Caetano Xavier (Centro de Ciências do Mar e Ambiente, Universidade de Coimbra). Local de trabalho: Oceanos Austral: áreas marinhas ao largo das ilhas Geórgia do Sul e ilhas Sandwich do Sul.

NUNANTAR – Analysis of nunataks of the Antarctic Peninsula as multiproxy data sources on environmental change and climate Dynamics. Coordenador: Marc Oliva (Centro de Estudos Geográficos, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, Universidade de Lisboa). Local de trabalho: Baía Marguerite e ilha Livingston.

PERMANTAR – Permafrost and Climate Change in Western Antarctic Peninsula. Coordenador: Gonçalo Brito Guapo Teles Vieira (Centro de Estudos Geográficos, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, Universidade de Lisboa). Local e datas de trabalho: Ilha de Rei Jorge e ilha Livingston.

TULIP 2021-22 – Towards a better Understanding of the Link between cloud microphysics and precipitation during warm air Intrusions north of the Antarctic Peninsula.Coordenador: Irina V. Gorodetskaya (CESAM, Universidade de Aveiro). Local de trabalho: Ilha de Rei Jorge.

VEGETANTAR 2 – Multitemporal vegetation mapping in the Antarctic Peninsula through multiscale remote sensing, campaign 2022. Coordenador: Pedro Miguel Berardo Duarte Pina (Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, Universidade de Coimbra). Local de trabalho: Ilha de Deception e ilha Livingston.

A campanha antártica desenvolve-se até início de Março de 2022 e é financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) – Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), através do Programa Polar Português (PROPOLAR). Dado que Portugal não possui infraestruturas na Antártida, a campanha desenvolve-se com base na cooperação internacional com o Chile, Espanha, República da Coreia do Sul e Turquia que proporcionam apoio logístico para estadia em bases de investigação e navios de investigação, transporte de investigadores e de equipamento e apoio às atividades de investigação.

Para mais detalhes sobre os projetos, consultar http://www.propolar.org/propolar2021-22.html.