Open Call#4-A1 – Projetos para melhorar a proteção das vítimas de violência contra as mulheres e violência doméstica

No passado dia 15 de Dezembro a equipa do projeto ViViDo – Plataforma de Gestão da Rede Nacional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica promoveu uma sessão pública de apresentação do desenvolvimento do projeto (Ongoing Meeting, OgM), tendo como sede do evento o Palácio Sotto Mayor, em Lisboa. Dadas as conhecidas limitações da pandemia, o evento decorreu online, tendo participado presencialmente apenas a equipa do projeto e a representante do Ponto Focal Nacional do programa EEA Grants, Doutora Susana Ramos.

Com o objetivo principal de divulgar junto à RNAVVD o protótipo digital da plataforma ViViDo, o evento contou com várias intervenções focando os diversos aspetos relacionados com o desenvolvimento da plataforma. Online estiveram presentes cerca de 130 pessoas da RNAVVD, que participaram no evento através de questões e comentários colocados no chat da plataforma Zoom, onde decorreu o evento.

A sessão de abertura contou com intervenções da Senhora Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Doutora Rosa Monteiro e da Senhora Embaixadora da Noruega, Tove Bruvik Westberg, bem como dos representantes responsáveis do projeto ViViDo, o Presidente do IGOT-UL, Professor José Manuel Simões, a Professora Margarida Queirós (IGOT-UL) e o Professor Manuel Lisboa (NOVA FCSH).

A equipa do projeto ViViDo fez uma série de intervenções sob o título ViViDo: do projeto ao protótipo, em que as Professoras Ana Lúcia Teixeira (NOVA FCSH) e Margarida Queirós (IGOT-UL) relataram os vários trabalhos e ações de informação e disseminação desenvolvidas no âmbito do projeto e o Doutor Tiago Abade (CCR Legal) salientou os aspetos de segurança e proteção de dados, no que foi coadjuvado pelo parceiro de projeto norueguês Runar Bergheim (Avinet).

O Doutor Nelson Mileu (IGOT-UL) introduziu a metodologia de abordagem à fase de prototipagem da plataforma ViViDo e a Doutora Sandra Loureiro (AMBISIG) explicou o processo de Design Thinking que levou dos conceitos e requisitos ao protótipo da plataforma ViVIDo, tendo apresentado o layout, já interativo, das várias páginas da plataforma.

 

 

Dois outros membros da equipa, Tiago Mindrico (responsável de Comunicação) e Andreia Batista (designer digital) apresentaram, respetivamente: um sumário das Atividades de Comunicação promovidas até à data pelo projeto ViViDo; e o Webdocumentário ‘Feel(in) the fields’, uma peça de animação digital destinada a sensibilizar para o fenómeno da violência doméstica e de género.

Antes da sessão de encerramento, a Doutora Marta Fagulha (CIG) participou através de um vídeo pré-gravado, tendo saudado a iniciativa e explicado a função da Comunicação no projeto.

Na sessão de encerramento, intervieram a Senhora Presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, Doutora Sandra Ribeiro através da sua representante, Doutora Joana Marteleira, e a representante do Ponto Focal Nacional do programa EEA Grants, Doutora Susana Ramos, tendo a Professora Ana Lúcia Teixeira encerrado a sessão.