No dia 22 de novembro, durante o evento Lição Anual da Finisterra, foi anunciada a vencedora da primeira edição do Prémio Isabel André para a Investigação em Género e Geografia, do Centro de Estudos Geográficos (CEG) do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT) da Universidade de Lisboa (ULisboa).

O prémio foi atribuído a Larissa Araújo Coutinho de Paula, geógrafa, educadora e doutora em geografia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), pela sua tese intitulada “A Bela Flor do/no Campo: por uma Geografia de Gênero e r(existência) em assentamentos rurais do interior de São Paulo”.

Prémio Isabel André

O Prémio Isabel André tem por objetivo premiar teses de doutoramento na área da Geografia, Desenvolvimento Regional, Planeamento e Ordenamento do Território que desenvolvam, de maneira crítica e original, uma reflexão aprofundada sobre o género no conhecimento geográfico ou a integração da perspetiva de género no Planeamento e Ordenamento do Território. É uma homenagem a Isabel André, pioneira nos estudos de género em Geografia em Portugal, tendo sido a primeira mulher a obter o grau de doutora no país com uma tese em Geografia na área dos Estudos de Género.

Mais informações: https://ceg.ulisboa.pt/premio-isabel-andre-2021/