Categoria: Investigador Efetivo

Formação académica: Doutoramento em Geografia Humana (Universidade de Lisboa, 2002), Mestrado em Geografia Humana e Planeamento Regional e Local (Universidade de Lisboa, 1993), Licenciatura em Geografia (Universidade de Lisboa, 1985).

Grupo de investigaçãoZOE

Email: luis.moreno@campus.ul.pt

Interesses de investigação: geografia social, desenvolvimento comunitário e territorial, governança e desenvolvimento rural, coesão socioterritorial

ORCID: 0000-0001-6507-1780

Luís Moreno

Resumo biográfico

Como Professor Auxiliar na Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), tem coordenado e leccionado unidades curriculares aos níveis da graduação e da pós-graduação (no IGOT e na Faculdade de Letras, principalmente, mas também na ESELx – mestrado em Educação Social e Intervenção Comunitária), nas áreas da Geografia Rural, Desenvolvimento Regional e Local / Territorial, Geografia Económica, Estudos Europeus / Políticas Europeias, bem como nos domínios dos métodos e técnicas para a investigação em geografia humana / social. Além disso, tem orientado teses de doutoramento e de mestrado, e ainda supervisão de trabalhos de pós-doutoramento. Pertence ainda ao Conselho Científico do doutoramento em Ciências da Sustentabilidade (Colégio F3 da ULisboa), onde coordena uma UC.
Como investigador efetivo do CEG, tem sido membro de equipas (em algumas como coordenador) de projectos de investigação com financiamento público, especialmente nas áreas do desenvolvimento local e rural e do envolvimento e integração de imigrantes. Além disso, foi membro da Direcção do CEG (Secretário) em 2010-2014.
Muita da investigação desenvolvida, com tradução em mais de uma centena de títulos publicados (livros, capítulos, relatórios, entradas de dicionário, artigos em revistas…) significa não apenas trabalho dentro do CEG mas também o resultado da participação / envolvimento em organizações relevantes: membro da direcção da Animar (associação-rede para o desenvolvimento local), em 2000-2006, e da Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais (SPER), tendo sido presidente desta em 2007-2012 e membro da sua direcção noutros anos.