Nome: Luís Manuel Costa Moreno

Categoria: Investigador Efetivo

Formação académica: Doutoramento em Geografia Humana (Universidade de Lisboa, 2002), Mestrado em Geografia Humana e Planeamento Regional e Local (Universidade de Lisboa, 1993), Licenciatura em Geografia (Universidade de Lisboa, 1985).

Grupo de investigaçãoZOE

Email: luis.moreno@igot.ulisboa.pt

Interesses de investigação: geografia social, desenvolvimento comunitário e territorial, governança e desenvolvimento rural, coesão socioterritorial

Mais informação em: http://orcid.org/0000-0001-6507-1780; Scholar ID AQUI

Resumo biográfico

Como Professor Auxiliar na Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), tem coordenado e leccionado unidades curriculares aos níveis da graduação e da pós-graduação (no IGOT e na Faculdade de Letras, principalmente, mas também na ESELx – mestrado em Educação Social e Intervenção Comunitária), nas áreas da Geografia Rural, Desenvolvimento Regional e Local / Territorial, Geografia Económica, Estudos Europeus / Políticas Europeias, bem como nos domínios dos métodos e técnicas para a investigação em geografia humana / social. Além disso, tem orientado teses de doutoramento e de mestrado, e ainda supervisão de trabalhos de pós-doutoramento. Pertence ainda ao Conselho Científico do doutoramento em Ciências da Sustentabilidade (Colégio F3 da ULisboa), onde coordena uma UC.
Como investigador efetivo do CEG, tem sido membro de equipas (em algumas como coordenador) de projectos de investigação com financiamento público, especialmente nas áreas do desenvolvimento local e rural e do envolvimento e integração de imigrantes. Além disso, foi membro da Direcção do CEG (Secretário) em 2010-2014.
Muita da investigação desenvolvida, com tradução em mais de uma centena de títulos publicados (livros, capítulos, relatórios, entradas de dicionário, artigos em revistas…) significa não apenas trabalho dentro do CEG mas também o resultado da participação / envolvimento em organizações relevantes: membro da direcção da Animar (associação-rede para o desenvolvimento local), em 2000-2006, e da Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais (SPER), tendo sido presidente desta em 2007-2012 e membro da sua direcção noutros anos.

Publicações relevantes

Moreno, L. (2017). Social capital and rural development in Europe: a geographical perspective. In E. Pisani, G. Franceschetti, L. Secco & A. Christoforou (Eds.), Social Capital and Local Development. From theory to empirics (pp. 61-81). London: Palgrave Macmillan. DOI: 978-3-319-54277-5_4

Esteves, A. (Coord.), Estevens, A., Amílcar, A., McGarrigle, J., Malheiros, J., Moreno, L., Fonseca, M. L., Pereira, S. (2017). Condições de Vida e Inserção Laboral dos Imigrantes em Portugal: Efeitos da Crise de 2007-2008. Lisboa, Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM, I.P.), Estudos OM 60, 171 p. + anexos. (AQUI)

Moreno, L. (2017). Como abordar o desenvolvimento rural numa geografia europeia? Questões conceptuais e desafios operacionais. In T. Sá Marques et al. (Coords.), XI Congresso da Geografia Portuguesa: as Dimensões e a Responsabilidade Social da Geografia – Livro de Atas (pp. 423-426). Porto, FLUP / Associação Portuguesa de Geógrafos. (AQUI)

Moreno, L. (2017). Estratégia agroalimentar e cidades: uma perspetiva de governança e coesão socioterritorial. In R. Oliveira, S. Amâncio & L. Fadigas (Eds.), Alfaces na avenida. Estratégias para (bem) alimentar a cidade (pp. 125-129). Lisboa: Universidade de Lisboa, Colégio Food, Farming and Forestry (acessível AQUI).

Moreno, L., Esteves, A. & Fonseca, M. L. (2016). Opções empresariais, agricultura e contingências laborais no sul de Portugal: o caso de Odemira no contexto da mundialização. In Madureira, L., et al. (eds.), Smart and Inclusive Development in Rural Areas. Book of proceedings of the 11th Iberian Conference on Rural Studies (pp. 663-669). Vila Real: UTAD. (AQUI).

  1. A. Rio Fernandes, L. López Trigal & Eliseu S. Sposito (orgs.) (2016), Dicionário de Geografia Aplicada. Terminologia da análise, do planeamento e da gestão do território. Porto, Porto Editora, 568 p. [ISBN: 978-972-0-05285-8] – contributos de L. Moreno com as seguintes entradas (27) – ‘Ator local, agente do território’ (pp. 43-44); ‘Codesenvolvimento’ (pp. 86-87); ‘Concertação’ (pp. 94-95); ‘Educação ambiental’ [com a colab. de F. López Martín] (pp. 165-166); ‘Globalização, mundialização’ (pp. 235-237); ‘Lugar’ (pp. 293-294); ‘Organização Não Governamental (ONG)’ (pp. 348-349); ‘Segunda residência’ (pp. 460-461); ‘Rede social’ (pp. 434-435); ‘Associação Local de Desenvolvimento’ (pp. 38-39); ‘Articulação territorial’ (pp. 36-37); ‘Base económica’ (pp. 58-59); ‘Cooperação interregional’ (pp. 108-109); ‘Denominação de origem protegida (DOP)’ (pp. 126-128); ‘Desenvolvimento endógeno’ (pp. 131-132); ‘Ecodesenvolvimento’ (p. 163); ‘Enclave’ (pp. 170-171); ‘Estratégia territorial’ (pp. 186-187); ‘Hinterland’ (p. 245); ‘Instituto de Desenvolvimento Local e/ou Regional’ (p. 265); ‘Localidade’ (p. 287); ‘Lógica territorial’ (pp. 291-292); ‘Morfologia rural’ (pp. 324-325); ‘Ordenamento do espaço rural’ (pp. 340-341); ‘Planeamento rural’ (pp. 382-383); ‘Recurso territorial’ [em colaboração com J. Farinós Dasí] (pp. 427-428); ‘Sinergia’ (pp. 465-466).

Moreno, L. (ed.) (2014), O Rural – Leituras, Dinâmicas, Animação e Desenvolvimento. Vez e Voz, Edição Especial, 1.ª & 2.ª ed., Outubro & Dezembro de 2014, 70 p. http://www.animar-dl.pt/comunicacao/vez-e-voz/2248-vez-e-voz-outubro-2014
Moreno, L. (2013), Governança nas Políticas de Desenvolvimento Local e Inovação Institucional. Lisboa, Ed. Animar / ISA / INIAV / Rota do Guadiana, 71 p. DOI: 10.13140/2.1.1986.3686
CMS; Moreno, L. (Coords.) (2011), Diagnóstico da população imigrante no concelho do Seixal: desafios e potencialidades para o desenvolvimento local. Lisboa, Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI), Junho de 2011, 94 p. (Coord. científica e redacção, sob a coord. geral da C. M. Seixal). [AQUI, com mais estudos do autor e outros]
Moreno, L.; Sánchez, M. M.; Simões, O. (Coords.) (2009), Cultura, Inovação e Território: o Agroalimentar e o Rural. Lisboa, SPER – Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais, 298 p. (AQUI)
Moreno, L. (2007), Desenvolvimento Territorial – de um sentido ocidental às orientações coesivas para um meio rural inovador: Caminhos e Caminhantes. Universidade de Lisboa, FLUL, 379 p. [aceder AQUI]
Moreno, L. (2001), “The deep rural context and micro-regional changes in Southern Portugal”, in: Jussila, H; et al. (eds), Globalization and Marginality in Geographical Space: political, economic and social issues of development in the new millenium. London, Ashgate, pp. 121-134.

Projetos de investigação

– O impacto da crise económica sobre as condições de vida e dinâmicas de inserção laboral dos imigrantes em Portugal: CRISIMI. Projecto realizado em 2014-15, com a coordenação de Alina Esteves (CEG / IGOT-ULisboa) e o financiamento do Alto Comissariado para as Migrações (ACM, I.P.) / FEINPT, Fundo Europeu para Integração dos Nacionais de Países Terceiros (Ref. 1A3-0024).

– European Diploma in Intercultural Competence (EDICC), EU Lifelong Learning Programme / Sectoral Sub-Programme: Erasmus, Multilateral Projects -> Curriculum Development (2009-2011). Coordenador da equipa portuguesa do CEG / Universidade de Lisboa, sob a Coord. geral da Universidade de Helsínquia (informação essencial em www.edicc.eu).
– Generating Interethnic Tolerance and Neighbourhood Integration in European Urban Spaces: GEITONIES. Projecto europeu financiado no âmbito do 7º Programa-Quadro da UE para Investigação, Desenvolvimento Tecnológico e Actividades de Demonstração – investigadores de instituições de Portugal, Holanda, Áustria, Espanha, Grécia e Polónia, com coordenação portuguesa – Maria Lucinda Fonseca, FLUL + CEG / IGOT-UL. Conclusão em 2011 (cf. http://geitonies.igot.ulisboa.pt/).
– Urban Community Development Programme (UCDP), no âmbito do contrato entre a Universidade de Lisboa (CEG) e a Fundação Aga Khan (Outubro 2003 – Janeiro 2004): preparação de um programa integrado de desenvolvimento comunitário para a Alta de Lisboa (Charneca e Lumiar), Ameixoeira e Mira-Sintra – estudos de Análise da Situação de Partida (2005).
– “Repensar Portugal na Europa. Perspectivas de um país periférico” – Prog. PRAXIS XXI – Coord. Carminda Cavaco – Fase 1 (1997-2001) e Fase 2 (2002-2004).
– “Desenvolvimento Rural: Desafio ou Utopia?” – âmbito da JNICT (Prog. estímulo em Ciências Sociais e Humanas) – Coord. Carminda Cavaco (1995-99).

Outros

Participação em numerosos júris de provas académicas, sobretudo de teses de doutoramento e de mestrado (incluindo como orientador e como arguente). Colaboração ocasional, com artigos ou como membro do Conselho Científico, ou como peer reviewer / referee, de revistas científicas (AREA, FINISTERRA, Análise Social, Revista de Ciências Agrárias, Polígonos, GOT – Geografia e Ordenamento do Território, RESR – Revista de Economia e Sociologia Rural) ou de interesse para o Desenvolvimento Rural / Local (EU Rural Review, Análise Associativa, Vez e Voz, Pessoas e Lugares), e ainda em espaços da comunicação social (programas de TV, de rádio, jornais com expressão nacional e regional). Organizador e colaborador científico de eventos académicos nacionais e internacionais, em particular no espaço ibérico, mas também no Brasil. Em regime de voluntariado / acção pro bono, implicação em processos de participação cívica e de promoção da equidade social, económica e territorial (no âmbito da Animar e da Active Citizenship Network), tendo coordenado alguns projectos / iniciativas, com incidência nacional e internacional. Filiado em várias associações de valorização científica (Associação Portuguesa de Geógrafos, SPER) ou cívica / socioterritorial (Animar, APCEP, Fórum Cidadania e Território, Habita65, In Loco, “Slow Movement”).