ZEPHYRUS

Orlando Mendes

Categoria: Investigador Associado

Formação académica: Mestrado em Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Durável e Engenheiro de Concepção em Agrometeorologia no Centro Regional AGRHYMET.

Grupo de investigação: ZEPHYRUS

Interesses de investigação: Agroclimatologia e as alterações climáticas.

Email: 

CIÊNCIA ID: 601C-D247-63A6

Outras ligações:
https://www.journalcra.com/article/comparative-investigation-evapotranspiration-et-obtained-two-methods-and-determining-best

http://sintidus.blogspot.com/p/artigos.html

https://www.abebooks.co.uk/Agroclimatologie-production-lanacardier-Guin%C3%A9e-Bissau-Orlando-Mendes/22393570029/bd

Resumo biográfico

Orlando Mendes, Mestrado em Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Durável no Centro Regional AGRHYMET, Niamey, Níger 2014 e Engenheiro de Concepção em Agrometeorologia no Centro Regional AGRHYMET, Niamey Níger, 2007, Director de Serviço de Climatologia e Agrometeorologia no Instituto Nacional Meteorologia da Guiné-Bissau, 2018 e docente em Meteorologia e Climatologia na Universidade Lusófona da Guiné -ULG desde 2016 e investigador no domínio das alterações climáticas.
Autor do livro ititulado “Agroclimatologie de la production de l’anacardier en Guinée-Bissau. Editions Universitaires Européennes, 2017” e um artigo cientifico: Indicadores das Mudanças Climáticas na Zona Leste da Guiné-Bissau e adaptaçã camponesa In SINTIDUS. Revista de Estudos Científicos e Interdisciplinares da Universidade Lusófona da Guiné. Numero 1, 2018 e uma participação conjunta outro artigo intitulado “A comparative investigation of evapotranspiretion (et) obtained from two methods and determining a best cultivation period. case of Bafata – Guinea-Bissau. International Journal of Current Research. Vol. 11, Issue, 02, pp.1468-1470, February, 2019”.

José María Fernández

Categoria: Investigador efetivo

Formação académica: Doutor em Geografia (Universidad Complutense de Madrid, Espanha, 2019); Mestrado em Tecnologias da Informação Geográfica (Universidad Complutense de Madrid, Espanha, 2014); Licenciatura em Geografia (Universidad Complutense de Madrid, Espanha, 2013).

Grupo de investigação: ZEPHYRUS

Email: jmfernandez@edu.ulisboa.pt

Interesses de investigação: Geomorfologia glaciaria e periglaciaria, Glaciologia, Paleoclimatologia, Datação por
Exposição de Superfícies, Quaternário, Regiões de Montanha e Polares, Geografia Física.

ORCID: 0000-0002-6948-1530

CiênciaVitae: 851F-AF40-CCA0

Outras ligações: Google Scholar ID; Researcher ID: H-5801-2017; SCOPUS Author ID: 57191173168.

Resumo biográfico

José María Fernández é investigador doutorado no Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), envolvido no projeto ‘NUNANTAR'(Análise de nunataks como proxies da evolução paleoambiental na Península Antártica). Também é investigador colaborador do Departamento de Geografia da Universidade Complutense de Madrid (Espanha). A sua investigação está focada na aplicação de diferentes métodos em glaciares e paleoglaciares como indicadores de alterações climáticas e proxies de informação paleoclimática: cartografia geomorfológica de detalhe, modelos numéricos físicos para a reconstrução de paleoglaciares em 3D, modelos glacio- climáticos para a reconstrução quantitativa de paleoambientais e datações por isótopos cosmogénicos. A sua participação em vários estágios no Centre Européen de Recherche et d’Enseignement des Géosciences de l’Environnement' (CEREGE, Aix-en-Provence, França) permitiu a aprendizagem e especialização nos procedimentos físicos e químicos do processamento de amostras de rochas em laboratório, para a aplicação de datações por isótopos cosmogénicos ( 10 Be e 36 Cl). Também tem participado em campanhas de campo nas montanhas ibéricas, na península de Tröllaskagi (norte da Islândia) e nas ilhas Shetland do Sul (Antártica). Por fim, faz parte da associação internacional PYRN (Permafrost Young Rresearchers Network).

Cláudia Reis

Categoria: Associado

Formação académica: Licenciatura em Geografia; Mestrado em Geografia Física e Ordenamento do Território; Doutoramento em Geografia (em curso).

Grupo de investigação: ZEPHYRUS

Email:  claudiareis2@campus.ul.pt

Interesses de investigação:  Climatologia; climatologia urbana; alterações climáticas; espaços verdes; deteção remota; Ilha urbana de calor; sistemas de informação geográfica (SIG); conforto térmico humano.

ORCID: 0000-0002-0829-2402

CIÊNCIA ID: FD1C-99FA-F339

Outras ligações:
https://www.researchgate.net/profile/Claudia_Reis15

Resumo biográfico

Licenciada em Geografia (Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, da Universidade de Lisboa – IGOT-UL) em 2013-2016 com especialização em Geografia Física. Em 2018 concluiu o Mestrado em Geografia Física e Ordenamento do Território tendo desenvolvido a sua tese no ramo da climatologia urbana acerca da influência dos espaços verdes no clima das cidades. Desde 2018 é estudante de Doutoramento em Geografia, com especialização em Geografia Física. A sua tese de doutoramento aborda as temáticas do clima urbano e alterações climáticas. Desde 2019, é investigadora associada no grupo ZEPHYRUS (Climate Change and Environmental Systems Research) do Centro de Investigação Geográfica (CEG). Participou em dois projetos ligados à climatologia urbana: o primeiro intitulado “Produções de Conteúdos Técnicos e Científicos Relativos aos Riscos Associados às Alterações Climáticas.” em colaboração com a Câmara Municipal de Setúbal e cujo trabalho se associou uma bolsa de investigação (2019). O segundo (2019-2020), “Cartografia de Vulnerabilidade Térmica – Mapeamento dos efeitos das ondas de calor em Lisboa, face às projeções climáticas” funcionou em colaboração com a Câmara Municipal de Lisboa.
No ano letivo 2013/2014 recebeu uma bolsa de estudo por mérito da Direção Geral do Ensino Superior (DGES) atribuída aos estudantes com aproveitamento excecional.
Em 2016 recebeu um prémio de Mérito Académico da Caixa Geral de Depósitos dado ao melhor aluno finalista do 1º ciclo de estudos no IGOT.

Tiago Filipe Jorge da Silva

Categoria: Associado

Formação académica: Mestre em Geografia Física e Ordenamento do Território

Grupo de investigação: ZEPHYRUS

Email:  silvatiago@campus.ul.pt | tiagojfsilva@gmail.com

Interesses de investigação: Climatologia Aplicada, Deteção Remota e SIG, Alterações climáticas, Eventos Climáticos e Meteorológicos Extremos, Ordenamento do Território.

ORCID: 0000-0001-6018-783X

CIÊNCIA ID: 931A-D4BB-0152

Resumo biográfico

Tiago Silva, nasceu em 1996 em Lisboa. Concluiu a sua licenciatura em Geografia, na vertente da Geografia Física, em 2017. No ano de 2019 concluiu a sua dissertação de mestrado intitulada “Intrusão de poeiras Norte Africanas no Alentejo Central: Relação com internamentos e mortalidade”. Atualmente é bolseiro de investigação no IPMA. Participa também no projeto internacional GeoSahara com vários elementos do grupo de investigação Zephyrus

Joana Pedro Baptista

Categoria: Associada

Formação académica: Licenciada em Geografia e Planeamento Regional (FCSH-UNL 2018)

Grupo de investigação: ZEPHYRUS

Email: joana-baptista1@campus.ul.pt

Interesses de investigação: Alterações climáticas, Permafrost, Ambientes de Montanha e Regiões Polares

ORCID: 0000-0003-2618-8593

Outras ligações: 
https://www.linkedin.com/in/joana-baptista-b2982016b/
https://www.researchgate.net/profile/Joana_Baptista10

Resumo biográfico

Licenciada em Geografia e Planeamento Regional (FCSH-UNL), é no momento candidata a mestre em Geografia Física e Ordenamento do Território (IGOT-UL) com o estudo do regime térmico do solo na Península de Barton, King Geroge Island (Antártida).
Com gosto por paisagens naturais, em especial de montanha, desenvolveu os seus interesses por ambientes frios e isolados e pelo estudo dos processos físicos que aí tem lugar, inerentes ao permafrost e às alterações climáticas.
Colaborou no projeto PERMANTAR, com apoio à perfuração e instalação de sensores térmicos para monitorização do permafrost na Península de Barton, King George Island.

Marcelo Fernandes

Categoria: Investigador associado

Formação académica:
2014 – Licenciado em Geografia, pela universidade de Lisboa.
2016 – Mestre em Geografia Física e Ordenamento do Território, pela universidade de Lisboa.

Grupo de investigaçãoZEPHYRUS

Email:  marcelo.fernandes@campus.ul.pt

Interesses de investigação: Ambientes de montanha das médias latitudes, Quaternário, geomorfologia, dinâmica glaciária e periglaciária

ORCID: 0000-0001-6840-4317

Outras ligações:
https://www.researchgate.net/profile/Marcelo_Fernandes16

Resumo biográfico

Tendo desenvolvido investigação em torno dos impactos da variabilidade e oscilação climáticas nos ambientes de montanha, estudou no quadro da tese de mestrado a evolução glaciária e pós-glaciária com base nos registos geomorfológicos e sedimentares, no alto vale do rio Garona (Pirenéus Centrais). Além disso, procedeu à reconstrução do recuo glaciário desde a Última Glaciação recorrendo à modelação de paleo-glaciares para cada fase de retrocesso. Mais recentemente dedicou-se à investigação da evolução dos ambientes de permafrost e periglaciários com base em unidades geomorfológicas nos Pirenéus Centrais. No presente, com apoio de uma bolsa de doutoramento FCT, trabalha com a utilização de novos métodos de datação absoluta para reconstruir cronologicamente a evolução glaciária e periglaciária do alto vale do rio Garona, assim como analisa a dinâmica geomorfológica atual nas partes mais altas desta área de estudo.
Tem desenvolvido também trabalho sobre outras áreas frias, como a Antártida Marítima e as Montanhas Cantábricas. É membro da International Permafrost Association, Permafrost Young Researchers Network, Association of Polar Early Career Scientists e da European Young Geographers Association.

Go to Top